sábado, 27 de agosto de 2011

[À Descoberta de Vila Flor] Festas em honra de S. Bartolomeu

No dia 24 de Agosto realizaram-se em Vila Flor as festas em honra de S. Bartolomeu. Como habitualmente foram muitos os que marcaram presença, quer nas cerimónias religiosas quer no arraial que se realizou no espaço em frente aos Passos do Concelho.
Dia 24 de Agosto é feriado municipal em Vila Flor e, também por isso, a população das diferentes freguesias deslocou-se em massa para a sede de concelho, onde também puderam visitar a IX TerraFlor, Feira de Produtos e Sabores do concelho de Vila Flor. Isto é, não esquecendo a fé, que também é um dos motivos porque muita gente se desloca a estas festas. S. Bartolomeu é o patrono da vila e os crentes do concelho têm-lhe muita devoção.
A cerimónias religiosas iniciaram-se com a celebração da Eucaristia às onze horas e terminaram com a realização da procissão que teve lugar às seis da tarde.
Integraram a majestosa procissão um vasto conjunto de andores ricamente enfeitados com flores naturais as imagens mais significativas da igreja matriz da vila e da igreja da Misericórdia, mas também outras que mais raramente são vistas pela população. É o caso de Nossa Senhora da Lapa, S. Sabastião, S. Luzia e Nossa Senhora da Encarnação.
A Banda Filarmónica da ACR de Vila Flor marcou o ritmo e a procissão percorreu as principais ruas da vila que estavam apinhadas de gente.
À noite houve animação musical com as atuações do Grupo de Música Tradicional da ACR Vila Flor e do Grupo Musical Norte Música.
Para terminar o dia das festas de S. Bartolomeu, realizou-se um grande espetáculo de fogo de artifício à meia noite.

--
Publicada por Anibal G. em À Descoberta de Vila Flor a 8/27/2011 03:54:00 PM

1 comentário:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Aníbalamigo

Vai para duas semanas estive em Vila Flor - e adorei, tal como o nordeste transmontano. Sediado em Felgueiras, ali à beira de Torre de Moncorvo, fui de Vila Nova de Foz Côa - as gravuras emocionaram-me, humedeceram-me os olhos - até Bragança comer um lombo de javali com castanhas.

Bendita terra e bendita gente. E benditas curvas. Pedi, até, às autoridades regionais que me seja passado diploma/atestado de curvador encartado.

Na minha Travessa - que poderá também ser tua - já comecei a publicar umas coisas sobre Trás-os-Montes. Um jornalista, ainda que reformado..., nunca se reforma

Abç